quinta-feira, 31 de março de 2016

Prefeito confirma que reforma de escola de Bom Jardim será feita pelo Estado

Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro já publicou abertura de licitação pela Secretaria de Estado de Obras 

Contradizendo matéria do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro publicada na edição do Jornal Mais Bom Jardim, de 24 de março de 2016, o prefeito de Bom Jardim, Paulo Barros, demonstra por meio de diversos documentos que, em razão de o município não possuir condições econômicas para execução da reforma do Centro de Educação Infantil Viviane Verly Pereira, solicitou ao Governo do Estado, através da secretaria estadual de Obras, a realização da obra. O procedimento para contratação de empresa para elaborar o projeto e executar a obra foi publicado no Diário Oficial do Estado no dia 22 de março e marcado para 28 de abril.

Clique na imagem para vê-la aumentada.
Segundo o prefeito Paulo Barros, em momento algum houve desistência por parte da administração municipal em realizar o serviço. “Desde o ano passado estamos enfrentando uma grave crise econômica de proporção nacional. Diante da escassez de recursos, conversei com o então Chefe de Gabinete da governadoria do estado, Affonso Monnerat, que sinalizou positivamente para o pedido. Após encaminhar ofício ao governo estadual solicitando formalmente a execução da obra, informamos ao TCE-RJ”, explicou o prefeito.

Após a comunicação oficial feita pela prefeitura, o conselheiro-relator Aloysio Neves Guedes determinou, no dia 22 de março, a promoção da revogação formal da concorrência pública para a realização da obra do Centro Educacional e também sua publicidade, medida tomada pelo Chefe do executivo bom-jardinense no último dia 04 de março. A revogação foi publicada tanto no Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro, quanto no próprio Jornal Mais Bom Jardim. “Os documentos falam por si. Nesses cinco anos à frente do governo, minha prioridade sempre foi a Educação. Nunca tomaria uma atitude diferente da de proporcionar a melhoria da qualidade de ensino de nosso município, nossas criança e adolescentes dependem disso”, justificou o prefeito.

Fonte: PMBJ

0 comentários:

Postar um comentário